CRÔNICAS DE UMA DEPRESSÃO

Você está se sentindo realmente triste, cansado e preocupado a maior parte do tempo? Estes sentimentos já estão presentes por vários dias? Se sua resposta é sim, você pode estar com depressão.

Leia com atenção...

A história de PEDRO...

“Tudo em minha vida estava indo bem. Eu havia acabado de me formar e iria começar um novo emprego na semana seguinte. Minha família estava muito orgulhosa de mim. Mas por dentro eu me sentia péssimo.

No início eu me sentia triste o tempo todo, até mesmo quando eu não tinha razão para estar. Depois a tristeza se transformou em irritação, então eu comecei a brigar com minha família e amigos. Eu me sentia mal comigo mesmo, como se eu não fosse bom o suficiente para ninguém. Eu estava tão mal que queria ficar na cama e nunca acordar.

Meu irmão mais velho disse-me que eu não estava agindo como habitual. Ele me disse que eu deveria falar com um médico sobre isso. Eu odeio médicos e pensei, ‘de jeito nenhum eu irei ver um médico’.

Mas após algumas semanas, eu comecei a ter problemas no trabalho também. Às vezes eu faltava porque não tinha conseguido dormir durante a noite anterior. Quando fui demitido, eu sabia que deveria ter ouvido meu irmão e ter pedido ajuda.

Eu me consultei com um psiquiatra. Ele me disse que eu tenho uma doença muito comum chamada depressão e que o tratamento iria ajudar a controlar os sintomas.

Demorou um pouco, mas eu finalmente me sinto como antes.”

A história de MARIA...

“Era muito difícil sair da cama pela manhã. Eu queria apenas me esconder debaixo dos lençóis e não falar com ninguém. Não tinha vontade de comer, cheguei a perder peso.

Nada mais parecia ter graça. Eu estava o tempo todo cansada mas não conseguia dormir bem à noite. Apesar de me sentir assim eu precisava continuar levando a vida porque tinha filhos e um emprego. Parecia impossível, como se nada fosse mudar ou melhorar.

Eu comecei a faltar ao trabalho e uma amiga notou que algo não estava bem. Ela me falou sobre a época em que esteve deprimida e que buscou ajuda do seu médico.

Eu falei com meu médico sobre como eu estava me sentindo. Após uma avaliação, ele me orientou procurar um psiquiatra, que é o especialista em tratar depressão.

Atualmente eu estou indo ao psiquiatra e tomo minhas medicações. Também faço psicoterapia, que me ajuda a aprender modos de lidar com a doença no dia-a-dia.

Nem tudo melhorou da noite para o dia, mas com o tratamento me sinto bem e novamente capaz de aproveitar a vida e meus filhos.”

Fonte NIMH


Muitas pessoas que têm depressão sabem que algo está errado mas não sabem o que fazer a respeito.

DEPRESSÃO: TRISTEZA COMUM OU DOENÇA?

Todos nós, em diferentes momentos da vida, podemos sentir tristeza ou mau humor, que são reações normais em situações de crise.  Algumas vezes a tristeza acontece decorrente de eventos desagradáveis que ocorrem em nossas vidas (desemprego, morte de um ente querido, fim de um namoro ou casamento).

Mas como saber a diferença entre tristeza "normal" e depressão?

Algumas perguntas podem ajudar a esclarecer esta dúvida:

1. Qual a intensidade? - Depressão é mais intensa do que um simples mau humor.

2. Qual a duração? – Tristeza ou mau humor geralmente passam em poucos dias, mas a depressão dura 2 ou mais semanas. Muitas vezes meses.

3. Quanto interfere na sua vida? – Mudanças eventuais no humor não impedem que você trabalhe, vá à escola ou saia com amigos. A depressão pode impedir estas e outras atividades e em alguns casos, tornar difícil até levantar da cama.

Depressão é uma doença tratável caracterizada por alterações no humor, pensamento e comportamento.

Pessoas de todas as raças, idades e classes sociais podem ter depressão. Apesar de poder ter início em qualquer idade, geralmente se inicia entre 25 e 44 anos. Cerca de 20% das pessoas terá ao menos uma crise de depressão ao longo da vida.

É normal ter altos e baixos durante a vida, mas as pessoas com depressão vivenciam sintomas específicos todos os dias, por semanas, causando dificuldades no trabalho, na escola e nos relacionamentos.


SINTOMAS DA DEPRESSÃO

  • Tristeza
  • Angústia
  • Sensação de vazio
  • Irritabilidade
  • Desespero
  • Pouca ou nenhuma capacidade em sentir prazer
  • Insegurança, medo
  • Baixa auto-estima
  • Falta de interesse, iniciativa e vontade
  • Pessimismo, pensamentos negativos
  • Cansaço, desânimo, falta de energia
  • Aumento ou diminuição da libido (desejo sexual)
  • Aumento ou diminuição do apetite
  • Insônia ou excesso de sono
  • Dores difusas pelo corpo
  • Alucinações e delírios (sensações e pensamentos irreais)
Depressão

EXISTE MAIS DE UM TIPO DE DEPRESSÃO?

A depressão pode se apresentar em diferentes momentos e fases da vida, muitas vezes com características diferentes. De acordo com tais características podemos ter os subtipos abaixo:

  • Depressão UNIPOLAR
  • Depressão BIPOLAR
  • Depressão melancólica
  • Depressão atípica
  • Depressão psicótica (com alucinações e delírios)
  • Distimia (depressão leve e crônica)
  • Depressão pós-parto
  • Depressão na infância e adolescência
  • Depressão no idoso
  • Reação depressiva de ajustamento
  • Depressão sazonal (relacionada às estações, especialmente outono e inverno)
  • Depressão agitada

QUATRO PASSOS PARA ENTENDER E BUSCAR AJUDA PARA DEPRESSÃO

1º Passo - Procure sinais de Depressão

Leia a lista abaixo. Ponha um X nos itens com os quais você se identifica:

[ ] Eu me sinto muito triste a maior parte do tempo
[ ] Eu não tenho mais prazer em atividades que antes me davam prazer
[ ] Eu não durmo bem à noite e me sinto muito cansando
[ ] Estou sempre cansado. É difícil sair da cama.
[ ] Falta de apetite.
[ ] Aumento de apetite.
[ ] Sinto dores pelo corpo que não vão embora.
[ ] Eu sinto pouco ou nenhum desejo sexual.
[ ] É difícil me concentrar e estou muito esquecido.
[ ] Tenho raiva de tudo e de todos.
[ ] Sinto-me preocupado e apreensivo, mas não sei com o quê.
[ ] Não tenho vontade de conversar com as pessoas.
[ ] Não há motivo para viver, nada bom vai acontecer comigo.
[ ] Não gosto de mim mesmo a maior parte do tempo. Sinto-me mal a maior parte do tempo.
[ ] Penso muito sobre a morte. Algumas vezes penso em como tirar minha vida.

Se você marcou vários X, procure um psiquiatra. Mostre a lista a ele. Você pode ter Depressão.

Algumas vezes a depressão pode levar as pessoas a tirarem suas próprias vidas. Se você está pensando em suicídio, procure ajuda.

- Ligue e fale com seu médico agora

- Não fique sozinho, procure um amigo ou um familiar

- Procure o pronto-socorro mais próximo


2º Passo - Entenda que a depressão é uma doença real

Depressão é uma doença médica séria que afeta o cérebro. Não é apenas algo que você inventou, uma criação da sua cabeça. É mais que apenas sentimentos, mais do que apenas ficar triste por alguns dias. É sentir-se por baixo, triste e sem esperança por semanas. Pode tornar muito difícil você cuidar de si mesmo, sua família e até manter seu emprego.

Cerca de 19 milhões de norte-americanos têm depressão. Pode acontecer a qualquer um. Não importa sua idade ou de onde você é.

Mas há esperança. Depressão pode ser tratada e você pode sentir-se melhor e ter sua vida de volta.

O que causa depressão?

Pode haver diferentes causas.

1. Depressão sofre influência da hereditariedade. Isto significa que alguém na sua família como um dos avós, dos pais, tios, primos, irmã ou irmão pode ter ou ter tido no passado depressão.

2. Algumas vezes eventos dolorosos ou perdas como morte de um ente querido podem desencadear a depressão.

3. Depressão pode acontecer devido à doenças clínicas (doenças da tiróide, doenças neurológicas, infecciosas, medicações, álcool e drogas, dentre outras)


3º Passo - Consulte seu médico

Não espere. Fale com seu médico sobre o que você está sentindo.

Se você não tem um médico, procure por um, peça uma indicação a alguém de confiança. Telefone para alguém próximo a você e peça ajuda. Ou procure atendimento nos postos de saúde.


4º Passo - Trate sua depressão. Você vai se sentir melhor.

Os tratamentos mais utilizados para depressão são os medicamentos (antidepressivos) e a psicoterapia.

Medicação

As medicações para depressão são os antidepressivos. O psiquiatra (médico treinado para tratar pessoas com depressão) poderá prescrevê-los para você.

Os antidepressivos podem demorar algumas semanas até iniciar o efeito. Sempre diga ao seu médico como está se sentindo. Se você não está melhorando, talvez seja necessário tentar diferentes medicações para descobrir qual é a mais eficaz para você.

Medicações algumas vezes causam efeitos colaterais. Em geral eles melhoram após alguns dias. Conte ao seu médico se você tiver efeitos colaterais. Tire sempre suas dúvidas.

Psicoterapia

A psicoterapia ajudará você a aprender a lidar com a doença no dia-a-dia.

A depressão muda o modo de pensar, sentir e agir. Distorce a maneira como nos vemos e vemos a vida. A psicoterapia é fundamental para recuperar a auto-estima e voltar a lidar com a vida, com as pessoas e as situações de maneira mais saudável e adequada.

Como ajudar alguém que pode estar deprimido?

Se você conhece alguém que parece estar deprimido e precisa de ajuda, aqui estão algumas coisas que você pode fazer:

  • Diga a ele ou a ela que você está preocupado, você se importa.
  • Compartilhe as informações deste site
  • Fale com ele(a) sobre ir ao médico.
  • Ajude a marcar uma consulta
  • Vá com ele(a) à consulta.
  • Esteja presente no início do tratamento.

Texto adaptado do NATIONAL INSTITUTE OF MENTAL HEALTH, sob autorização.

PRECISANDO DE AJUDA ?

Agende sua consulta agora mesmo.

Entre em Contato